a
© Copyright Senac 2018.

Como aprender com os projetos que não deram certo? veja exemplos

Ter sucesso no projeto que escolhe é o sonho da maioria das pessoas, no entanto, nem todas estão preparadas para os possíveis obstáculos que possam aparecer até obter o sucesso, de fato. Pensando nisso, trazemos alguns exemplos de grandes nomes que tiveram inúmeros obstáculos, mas que foram destaque em suas áreas, mudando a vida de muitos. É sempre bom ler histórias inspiradoras para focar no seu principal objetivo e não desistir! Então, já senta em um lugar confortável, e começe a leitura 😉 .

STEVE JOBS

Conhecido por ter revolucionado a era digital, e tecnológica, Steve Jobs foi antes de mais nada um grande empreendedor. Fundou a Apple. Criou o “Macintosh”, o “iPod”, o “iPhone” e o “iPad”. A Apple revolucionou a indústria de computadores pessoais, os filmes de animação, o mundo da música, e dos telefones celulares, mas a vida do criador de uma das marcas mais famosas do mundo também teve seus momentos de obstáculos e preocupações.

Apesar de ter sido fundada no dia 1º de abril de 1976, a história de que a Apple chegou perto de falir é verídica. Para quem não sabe, a empresa começou no quarto de Steve Jobs, onde ele e seu sócio Steve Wozniak criaram a Apple I, um dos primeiros computadores pessoais do mundo. Ao todo, venderam 200 aparelhos por 666,66 dólares.

Aos poucos, novos produtos e mais vendas. O sucesso chegou de vez no lançamento do Macintosh, em 1983. A empresa cresceu e contratou muitos funcionários. No entanto, conflitos de ideias começaram a surgir na liderança, até que Jobs foi expulso da Apple, em 1985. Sem a cabeça criativa e ousada, o fracasso estava começando a ser desenhado. Nenhum outro produto da empresa fez sucesso depois da saída de Jobs. Em 1997, ele aceitou o convite para reverter a situação crítica em que a companhia se encontrava.

“A Apple tem alguns ativos extraordinários, mas acredito que sem um pouco de atenção a companhia poderia… morrer.” Foi com essa frase, de acordo com o livro A Cabeça de Steve Jobs, que ele retornou à Apple, em 18 de agosto de 1997.

E, mesmo em um período turbulento, a receita de Jobs foi ousar. Ano após ano, a maçã surpreendia o mercado da tecnologia com os lançamentos que viriam mudar a forma de todos nós nos comunicarmos. Uma sugestão do Blog é o filme Steve Jobs, do diretor Danny Boyle e roteirista Aaron Sorkin. O filme destaca momentos decisivos na vida de Steve Jobs, desde o lançamento do primeiro Macintosh, em 1984, e a criação da NeXT Inc, até a introdução revolucionária do iMac. Fatos da vida pessoal de Jobs também são revelados, especialmente o conturbado relacionamento com sua primeira filha Lisa, uma verdadeira inspiração de como lidar com obstáculos.

WALT DISNEY

Antes de criar o mundo de fantasia e entretenimento do Mickey Mouse, Walt Disney vivia uma realidade completamente oposta. Com muita vontade de ser reconhecido e uma criatividade ímpar, Disney não apresentava as mesmas habilidades para gerir negócios.

Sem o apoio do pai, que não aceitava o seu lado artístico, ele se arriscou em agências de publicidade e em companhias cinematográficas. No entanto, por “sonhar” demais, não durava muito tempo no trabalho. Foi quando, aos 20 anos, fundou a própria companhia cinematográfica, a Laugh-O-grams.

Logo nos primeiros trabalhos mostrava grande talento. O problema era que Disney, por conta da sua exigência na qualidade, não conseguia cumprir os prazos com os distribuidores, e suas produções davam prejuízo. Para encurtar a história, sua empresa faliu e ele estava devendo 15 mil dólares a 43 credores.

Sozinho em seu escritório, o desenhista só recebia a visita de alguns ratos. Um retrato fiel da sua situação à época. Mas do total fracasso e das companhias inesperadas surgiu seu grande personagem: o simpático Mickey Mouse. O resto da história vocês já sabem. Da falência, Walt Disney se reergueu e chegou a acumular uma fortuna de 1,1 bilhão de dólares.

Fonte: meunegocio.uol.com.br

MAURÍCIO VARGAS: CRIADOR DO RECLAME AQUI!

(Foto: Divulgação)

Criador do Reclame Aqui, plataforma relevante que abriga impressões de consumidores sobre empresas nas relações de atendimento, compra e venda de serviços. Maurício é uma das maiores autoridades quando de trata de consumidores e empresas no Brasil. Antes de se tornar um empreendedor

Maurício começou a empreender aos 12 anos de idade vendendo picolé, o que não deu muito certo. Desde então, a vontade de ter o próprio negócio não parou. Na década de 90 a 2000 foi responsável por projetos de alta complexidade nas áreas de Telejornalismo, Webjornalismo e planos especiais para os governos e grandes empresas do mercado brasileiro, todos voltados para web.

Em 1998, começou a construir sites e em 2001 iniciou sua carreira na área de relacionamento com o cliente ao lançar o Reclame aqui, quando, após perder um voo e uma oportunidade de negócio, resolveu fazer queixa na internet. A página fechou o ano de inauguração com apenas 29 reclamações. Atualmente, o site chega a ter milhões de acessos por mês. Um pouco dessa história Maurício contou inclusive em sua palestra feita no ano passado no Senac Open.

Viu como sempre há exemplos de pessoas que não desistiram de seus objetivos, e no final conseguiram o sucesso que tanto queriam?! O Senac Piauí coleciona inúmeras histórias de profissionais que conseguiram mudar de vida através dos nossos cursos. Sabia que além da matrícula presencial, o Senac Piauí está com a matrícula online?

Clique Aqui e confira nossos cursos.

Veja também:

Jovem Aprendiz: ex-aluna conta como aprendeu e virou empreendedora através do Senac

Com apenas 17 anos, ex-aluno é cabeleireiro reconhecido em São Raimundo Nonato

Microemprededor aposta na qualificação do Senac para melhorar negócio

Fundador do site Reclame Aqui é atração do Senac Open

Compartilhe